Habitar Portugal em Ílhavo

Estádio Municipal de Braga Eduardo Souto de Moura

 

Sexta à noite no átrio do auditório do Centro Cultural de Ílhavo assisti a uma exposição de Habitar Portugal 2003/2005. Posteriormente uma conversa (mini-conferencia nas mesas do bar) com o comissário geral da exposição Arq. José António Bandeirinha que apresentou critérios de selecção e mostrou as obras em exposição verbalizando algumas das ideias. O Arq. Carlos Veloso apresentou as suas obras principalmente o Teatro Municipal da Guarda, obra em exposição. Moderado por Arq. Ricardo Vieira de Melo o debate focou-se sobre a incompatibilidade dos políticos com a arquitectura e a desertificação de espaços públicos qualificados em Portugal. A exposição vale a pena visitar, mas valerá mais a pena visitar os edifícios apresentados.

 

Casa em Carreço – Nuno Grande e Pedro Gadanho

Restaurante na Aldeia de Brufe – António Portugal e Manuel Maria Reis

Capela de Quebrantões – José Fernando Gonçalves

Conjunto Habitacional em Matosinhos – João Álvaro Rocha

Teatro Municipal da Guarda – Carlos Veloso

Ampliação do Cemitério de Lousa – José Barra

Conjunto Habitacional Terraços de Bragança – Álvaro Siza

Biblioteca Municipal de Tavira – João Luís Carrilho da Graça

Uma das obras que eu gostaria de visitar, construído numa prisão, a biblioteca de Tavira cerca a antiga prisão, sendo hoje a prisão um espaço aberto, um pátio (um espaço  de liberdade).

Casa em Santa Vitória – Rui Mendes

Ermida Rainha Santa Isabel – Rui Jorge Pinto e Ana Teresa Robalo

Nelson Mota o comissário das ilhas apresenta um texto que me encantou “As ilhas são por definição lugares que remetem para um universo de superação. A Madeira e os Açores confirmam-no. São territórios que ousaram desafiar o peso do manto oceânico para irromper no meio de uma vastidão líquida. No entanto, estas ilhas não são gémeas. A Madeira é rebelde, muito expressiva, capaz de surpreender. Os Açores são uma síntese de mundos diferentes mas que comungam da exibição de uma beleza mais serena.” Realmente encontramos nos Açores esta “…síntese de mundos diferentes…” 

Casa Van Middelen-Dupont – Álvaro Siza

Pavilhão da Serpentine Gallery – Álvaro Siza e Eduardo Souto de Moura

Pode-se visitar a exposição no site http://habitarportugal.arquitectos.pt/pt/index.html

Anúncios

One thought on “Habitar Portugal em Ílhavo

  1. O que posso dizer sobre a última publicação ou o “geométricasnet” de uma forma geral: continuo a aceder-lhe, vejo, leio, ouço, aprecio… , e praticamente sempre tomo conhecimento de algo novo para mim.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s