Talvez um dia…

Talvez um dia este blogue volte a falar. Está parado porque há demasiado barulho e ninguém ouve nada. Demasiadas coisas, demasiadas escolhas, tantas que deixa-se de ver, de ler, de contemplar. Há muitas imagens, a poesia densa-se de tal forma que deixa de haver poesia. Quem me dera só ter um livro para ler, um de cada vez. Talvez um dia…