Bernardo Carvalho

14Fundou a editora Planeta Tangerina, tem um conjunto de livros editados pela mesma. A suas ilustrações apresentam-se muito diversificadas. Para o conto Russo ele apresenta-nos formas gráficas semelhantes ao de um pré-adolescente. Superfícies completamente pintadas sem nenhuma preocupação de registar volumes, cores essencialmente quentes. A suas ilustrações são muito pictóricas, quase como quadros do Matisse, melhor ainda como quadros de Bernardo Carvalho.
I_01
I_02
I_04
I_06
I_07
I_09
I_11
I_17

Anúncios

Pedro Serapicos

19A ilustração de Pedro Sarapicos tem uma vertente muito simbólico (no caso da ilustração solicitada tinha elementos como a chuva, a cidade com os seus prédios como elementos agressivos e a casa o sol, o rendilhado da mãe como elementos de conforto e de encontro). As técnicas expressivas são muito variadas, entre os materiais riscadores e elementos digitais. Gosto de ver esta relação oposta entre uma geometria que é evidente no papel milimétrico, nas letras, nos prédios e a expressividade dos elementos mais desenhados. Ver site

Julio Vanzeler

09A ilustração de Julio Vanzeler é de uma enorme poética. Diz que trabalha com os filhos, que o ajudam a escolher os padrões do papel. Mas todos os aspectos e pormenores das ilustrações são muito cuidados, as texturas, os jogos de luz e sombra.
02
10julio5
11
1178573525
julio_5
JulioVanzeler
unica_julio

André da Loba

23André da Loba foi aluno da Universidade de Aveiro. A suas ilustrações são muito diversificadas. Para o encontro de ilustração de São João da Madeira apresentou as mais surpreendentes ilustrações com figuras geométricas. As suas ilustrações aproximam-se muito da expressão infantil (ou das crianças, como preferirem). Penso que este aspecto é fundamental na literatura infantil, uma espécie de afinidade do leitor com o livro. Criar campos de possibilidades artísticas. Estimular a criança para as actividades expressão plástica possíveis.
Aligator
Cabeca
burro
Con000
Con001
Fish
OSOYCUERVO04
OSOYCUERVO12

Marc

21Marc tem um ar de personagem do Moby Dick, daqueles pescadores de baleias, valentes e capazes de desafiar qualquer tempestade. Mas tem a sensibilidade de não matar nem uma mosca e faz tudo para proteger os Albatrozes e os Lobos Ibéricos. Além do mais é uma pessoa generosa, promotor de ideias ” unificadoras”, esta é a lógica do projecto http://www.qualalbatroz.pt. Muitas são as qualidades de Marc: o estado de empatia que cria nos outros, tenho a certeza que todos os que estavam no encontro ficamos impressionados; é um ser naturalmente comunicador; um espirito extremamente criativo que se observa quando expõe uma ideia, ou quando vemos as suas ilustrações. Neste momento sou fã dele. Sei que “tem como emprego de astronauta, que para ele é uma coisa muito chata e nos seus tempos livres faz ilustração”. Site do Marc 
barbatanar04g
outrosg

 

pira01g

pira02g

univcapag

Paulo Galindro

A-mulher-mais-bela-do-mundo-1

Paulo Galindro é um pássaro raro, um pintarriscos. As suas ilustrações são campos imensos, cheios de surpresas  e de exploração. Ao vermos as suas magnificas ilustrações, começamos com vontade de riscar. Eu acredito que os leitores dos livros ilustrados por Galindro vão ser no mínimo pessoas felizes e riscadoras.  Porque estão cheias de estímulos, são as texturas, os riscos soltos e livres, as personagens de uma poética imensa. Obrigado Galindro.

A-mulher-mais-bela-do-mundo-2

A-mulher-mais-bela-do-mundo-3

imagem-054a

1425081923_531dfc44df

Pierre Pratt

13Pierre Pratt é talvez o mais internacional dos ilustradores presentes neste encontro de ilustração. Canadiano que ficou apaixonado por Lisboa “Lisboa parecia-me uma cozinha suja com os seus azulejos”. Mostrou o seu trabalho sempre numa perspectiva muito modesta – vê-se que gosta do que faz. Gosta de retratar sempre uma “personagem sozinha, entrar no mundo dela”. Nunca faz sketchbook, não gosta, prefere viver e inventar. Diz que quando veio viver uma grande temporada para Portugal, estava convencido que, como ouvia musica brasileira, sabia falar Português. Agora fala bem, mudou-se definitivamente  para Portugal. As suas ilustrações são conseguidas através de uma grande técnica, capacidade de escolher as cores. É sem dúvida uma pessoa de grande sensibilidade. Um poeta. Tive a sorte de estar num workshop durante 2 horas e meia com ele e que nos ensinou um pouco do trabalho em acrílico.
Tem livros editados nos EUA, Canadá, Portugal.

http://www.pierrepratt.com/

home02
9780689847622
gdfg
hdhf
nlc008088-v6
pierre-pratt-3
wr

2º Encontro de Ilustração de São João da Madeira

logo

O 2º Encontro de Ilustração foi igualmente estimulante como o anterior, encontrei novamente pessoas que oferecem muito do seu talento para que possamos compreender melhor, voar melhor, imaginar melhor e pensarmos melhor os textos e as coisas. Nos próximos dias vou tentar falar dos meus preferidos. Ver mais sobre o encontro aqui. Todos ilustraram o mesmo texto, o resultado foi fantástico. As fotos do evento estão aqui.

exposiçãoA exposição dos trabalhos

confUm dos grandes momentos com o António Mota e Vanzeller

19Ilustração de Pedro Serapicos

atelierO atelier que frequentei com Pierre Pratt (foi fabuloso)

atelier2Pierre Pratt e o ilustrador Paulo Galindro a apreciarem os nossos trabalhos.