Funcionalismo

Em França, nascia uma outra corrente de arquitetura que ficou conhecida por funcionalismo. O seu criador foi o suíço Le Corbusier. O Propósito de Corbusier era encontrar soluções racionais, tecnicamente avançadas e funcionalmente modernas, para resolver o problema habitacional nas grandes cidades, em crescimento acelerado no pós-guerra. Para isso, analisou os comportamentos e as necessidades coletivas e realizou estudos de ergonomia e proporcionalidade para calcular matematicamente espaços e bens de equipamento. Com esses dados, conseguiu determinar aquilo que chamou “o mínimo vital”, conjunto de requisitos com base nos quais estabeleceu as suas regras arquitetónicas que se baseiam em cinco pontos essenciais:

  • Construção apoiada em pilares, colocados livremente em relação à planta e servindo para sustentar e isolar o edifício do solo;
  • Tetos planos, aproveitados para terraços e jardins de cobertura;
  • Plantas de andares livres;
  • Fachadas livres;
  • Janelas em bandas horizontais.

Le Corbusier traduziu o seu conceito de arquitetura na máxima “a casa é uma máquina para habitar”

le-corbusier-unite

Unidade de Habitação Marselha – Le Corbusier

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s