Correr o Fado


A Dança (contemporânea) é das disciplinas artísticas mais completas, fui ver este espectáculo e fiquei encantado. Joga-se com tudo, a música, a interpretação, a expressão corporal na sua vertente mais pura, a encenação, a cenografia, a multimédia, etc… Este espectáculo tem esta vertente da utilização da água que dá um efeito visual fantástico assim como a transparência dos acrílicos associados às luzes. A não perder.

Anúncios

De Almeida a Marialva passando por Castelo Rodrigo

Um dos lugares mais bonitos de Portugal, um planalto de se ver o horizonte, com vales onde correm rios e nos surpreendem no nosso caminho, uma paisagem luminosa e rochosa onde se imaginam batalhas ganhas, cavalgadas fantásticas. Castelos onde se encontram ainda vestígios de um passado. Passeei por lá, tirei umas fotos mas elas são insuficientes para o deslumbramento que a paisagem nos provoca.

A minha primeira maratona de BTT

Entrei numa maratona regional de BTT em Aveiro – 2ª Maratona de BTT de Verdemilho. Por ser novo nestas andanças do BTT estava com medo de não conseguir, fiquei a meio da tabela em 99º e demorei nos 42km da prova 2h15m o que me enche de orgulho. Vou continuar a treinar e a participar nestas provas, porque afinal o BTT é essencialmente um contacto com a natureza, andar por caminhos e trilhos no meio da natureza, conhecer os lugares nesta imensidão de espaço que existe à minha volta.

O prazer de andar de bicicleta – o meu passeio a Sever do Vouga

Tenho um prazer enorme em andar de bicicleta. 1º há um ritmo que é necessário usar com os pedais, esse cadenciar faz-me bem, é como uma música que me acompanha, mesmo quando vou sozinho. 2º o equilíbrio é fundamental, um equilíbrio que se tem que estabelecer e que nos obriga a manter. 3º a velocidade é a suficiente para chegarmos a sítios que não conhecemos mas também não é rápida de mais, com a velocidade da bicicleta podemos contemplar a paisagem como fiz nesta minha viagem a Sever do Vouga.